Ir para o conteúdo principal

Design de websites hoteleiros: estratégias completas para obter mais reservas e receitas

Design de websites para hotéis

O design dos sites dos hotéis tem imensa influência no modo de reserva dos viajantes, por isso deve ser uma das prioridades do seu hotel. Os viajantes procuram sites que respondam às suas necessidades e expetativas. Se o seu site não chamar a atenção, é muito difícil que tenham vontade de fazer uma reserva.

Hoje em dia, a única forma de chegar a novos clientes é ter uma presença online profissional, apelativa e totalmente integrada.

Os hóspedes não se contentarão com a segunda melhor opção durante a pesquisa, por isso também não o deve fazer. Considerando o facto de que as melhores práticas de criação de sites de hotéis mudam com frequência, é necessário avaliar o seu site regularmente e avaliar se falta alguma coisa.

Uma das melhores formas de o fazer é comparar o design do seu site com o de outros hotéis. Desta forma, pode obter inspiração e decidir quais são as melhores opções para o seu estabelecimento.

Muitos estabelecimentos investem demasiado tempo e dinheiro no desenvolvimento do seu próprio site ou na contratação de designers e programadores para o fazer. Nenhuma destas situações é a ideal.

Tentar desenvolver o seu próprio site sem as competências e os conhecimentos necessários fará com que acabe por ter um site pouco eficaz, enquanto procurar um profissional que fique responsável pelo desenvolvimento do mesmo também demora tempo e representa um custo inicial que, além disso, é necessário complementar sempre que for necessário fazer alterações.

Este artigo inclui todos os conselhos de que necessita para criar o melhor site para o seu hotel.

Conteúdo

Boas práticas de web design para hotéis

É muito importante que os viajantes possam navegar no site com facilidade e encontrar rapidamente o conteúdo mais relevante para eles.

Que aspetos são essenciais na hora de criar o site para um hotel?

  • Implementar um padrão eficaz
    Os padrões F e Z são dois dos mais comuns entre os viajantes quando reservam quartos no site de um hotel.

O padrão F inclui títulos e subtítulos que captam a atenção do público-alvo e o encoraja a deslizar a página para baixo. Pode incluir bastante texto, o que pode desviar parte do tráfego do site se não conseguir captar a atenção do público-alvo suficientemente depressa.

O padrão Z é normalmente seguido por uma página com imensos elementos visuais. O utilizador passa dos títulos para os elementos visuais e, depois, volta aos subtítulos.

  • Incluir sempre uma chamada à ação na página, sobretudo “Reservar agora”
    Há várias palavras que pode utilizar neste tipo de botões ou links e também pode incorporá-las nas últimas ofertas e promoções que tem disponíveis. No entanto, o componente mais importante é o botão “Reservar agora”, que encoraja os viajantes a finalizar as suas reservas.

Design de sites para hotéis de luxo: a importância dos tempos de carregamento

Otimizar a rapidez de carregamento do site do seu hotel é o passo mais importante para garantir reservas diretas.

Os visitantes esperam desfrutar de uma experiência rápida e sem problemas. Não interessa o quão impressionante é o design do seu site ou o quão luxuoso é o seu hotel, porque se o site demorar demasiado tempo a carregar, nunca ninguém chegará a descobrir.

Isto é particularmente importante quando falamos da navegação em dispositivos móveis. Na verdade, 70% dos utilizadores afirmam já ter visitado um site que demorou demasiado tempo a carregar. Na Internet, cerca de 50% dos utilizadores esperam que um site carregue em dois segundos para ficarem satisfeitos.

Os tempos de carregamento elevados não só geram frustração nos viajantes que visitam o site, como também pioram a classificação nos motores de busca, um aspeto fundamental para atrair reservas diretas. Se o seu site não aparece na primeira página dos resultados de pesquisa, o tráfego direto obtido será mínimo.

Há muitos elementos de um site que podem afetar os tempos de carregamento. Felizmente, é possível solucionar a maior parte deles ao fazer manualmente alterações específicas na configuração do site, ou investindo num criador de sites simples e intuitivo.

Eis 6 aspetos que pode melhorar para reduzir os tempos de carregamento do site do seu hotel:

1. Alojamento
Se o seu site funciona a partir de um serviço de alojamento partilhado, terá menos flexibilidade e funcionará de forma mais lenta porque, à medida que o conteúdo e as visitas aumentarem, não terá os recursos necessários disponíveis para manter uma boa velocidade. Uma alternativa seria utilizar um servidor virtual privado (VPS) ou um serviço dedicado.

2. Pedidos HTTP
A maioria dos sites tem problemas de carregamento de pedidos HTTP, que ocorrem quando o navegador web recupera um ficheiro do servidor. Pode eliminá-los reduzindo scripts externos, como janelas instantâneas, caixas de ícones, sistemas de comentários, etc.

3. Imagens
O tamanho das suas imagens tem um impacto significativo no tamanho e na velocidade do site do seu hotel como um todo. Quanto maiores forem as imagens ou outros ficheiros multimédia, mais lento será o seu site. Cerca de 60% do volume total de um site é atribuído às imagens. Embora necessite de imagens bonitas e de alta resolução para exibir o seu estabelecimento, tente otimizá-las antes do carregamento, para que o tamanho do ficheiro seja o menor possível.

4. Cache
Cache é um processo que armazena respostas estáticas, acelerando significativamente a velocidade do seu site. Quando alguém visita uma página, será mostrada a versão armazenada em cache, a menos que tenha sido feita uma alteração desde a última vez que foi armazenada em cache, o que significa que menos pedidos têm de ser feitos ao servidor.

5. Ficheiros CSS e JS
O mecanismo de Cascading Style Sheet (CSS) ajuda a manter a informação do site no formato de apresentação pretendido. Controla a fonte, o tamanho, a cor, o espaçamento, etc. O JS está relacionado com a linguagem JavaScript e pode conter todas as informações necessárias do HTML. A remoção de espaço em branco, comentários, gramática redundante e a quantidade de cores que utiliza ajudará a otimizar estes códigos.

6. Módulos de extensão
Os módulos de extensão (também conhecidos por plug-in, add-in, add-on) são características que podem adicionar novas e excitantes funcionalidades ao seu site, porém quantos mais tiver, mais lento será o seu site. Certifique-se de que são imprescindíveis antes de instalá-los. Confirme regularmente se estão desatualizados ou se já não estão a ser utilizados.

Visto que um atraso de apenas um segundo na resposta da página pode resultar numa diminuição significativa nas conversões do site, o tempo de carregamento do site do hotel deve ser uma prioridade para os hotéis que pretendem maximizar as suas reservas diretas.

Para otimizar o site teria de contratar um programador web sempre que quisesse fazer alterações, um processo dispendioso e demorado a longo prazo.

Felizmente, existe tecnologia para tornar tudo isto muito mais fácil. Um criador de sites simples, atrativo e intuitivo fará todo o trabalho por si. Só tem de carregar o conteúdo e personalizar os modelos disponíveis ao seu gosto, as vezes que desejar.

Modelos de design de sites de hotéis

“Modelo de design de sites de hotéis” pode ser uma frase demasiado rudimentar para descrever o tipo de produto oferecido por empresas que lidam com criadores de sites, mas os modelos fornecidos nas ferramentas dos criadores de sites podem ser extremamente eficazes e muito simples de usar.

Um dos maiores bónus quando se compra um criador e editor de websites é que todo o trabalho é feito imediatamente para si. Os melhores fornecedores usam modelos personalizados e o seu conteúdo existente para o processo de criação.

Sabemos que quer que o seu site seja original e percebemos que utilizar um criador de sites talvez não pareça ser a opção mais atrativa nesse sentido. É importante que possa diferenciar a sua marca e oferecer uma experiência única aos viajantes, por isso o seu site deve transmitir precisamente essa mensagem. Para que o seu website seja realmente único, certifique-se de que consegue criar as suas próprias páginas personalizadas. Existem vários temas, modelos e paletas de cores, entre os quais pode alternar para tornar o seu site atraente e único, contanto que tenha imagens de alta qualidade.

Por exemplo, pode querer incluir um blogue do seu estabelecimento. Desta forma, consegue diferenciar-se da concorrência e comunicar de forma mais eficaz com o seu público-alvo.

Também poderá instalar temas que são acessíveis para os viajantes que tenham algum tipo de deficiência.

Outras funcionalidades que se revelam benéficas são a possibilidade de instalar widgets de terceiros – por exemplo, para poder ligar-se ao TripAdvisor – e associar contas de redes sociais, para além de listar as suas promoções.

O valor real disto é a capacidade de criar as suas próprias páginas personalizadas e fazer tantas edições quanto desejar, sem nenhum custo adicional.

A utilização de modelos de criação de sites de hotéis aumentará a capacidade de:

  • Gerar tráfego para o site
  • Apresentar conteúdo atrativo
  • Promover os quartos
  • Criar pacotes e promoções
  • Fazer a integração com motores de reservas online
  • Aceitar reservas mais facilmente
  • Criar um site exclusivo para a sua marca

Criador de websites para Hotéis

Um criador de sites de hotéis é uma solução instantânea para hoteleiros que pretendem criar ou atualizar o site do seu estabelecimento.

Eis algumas das funcionalidades incluídas no software de criação de sites:

1. O trabalho já está todo feito
Se escolher um bom fornecedor, o processo de criação de um site não requer nenhum conhecimento prévio e exige o mínimo de tempo.

Os modelos personalizados são utilizados com a sua informação e imagens existentes para iniciar a configuração.

A partir daí, pode alternar entre temas, atualizar e alterar o seu website de forma instantânea, quantas vezes quiser, sem qualquer taxa adicional. Depois de completar os passos básicos, é extremamente simples alterar e melhorar o seu website.

2. Amigos do Google
Os bons criadores de sites são concebidos a pensar na otimização de motores de busca mais relevante, garantindo que todos os aspetos fundamentais foram contemplados, incluindo:

  • Segurança HTTPS para garantir a proteção dos dados dos hóspedes
  • HTML e CSS bem estruturados e organizados;
  • Descrições, títulos e páginas exclusivas;
  • Mapa do site completo para a correta indexação pelos motores de busca.
  • Todas as imagens são otimizadas para o máximo tempo de carregamento

Esta otimização garantirá que o seu website seja apresentado nos lugares cimeiros das classificações dos motores de busca, o que significa que mais pessoas o vão ver como uma opção de alojamento, posicionando-o acima da sua concorrência.

3. As últimas tendências de reservas por telemóvel foram contempladas
Não é exagerado dizer que a maioria dos estudos recentes mostra que a tecnologia está a ganhar cada vez mais protagonismo na indústria hoteleira e que a utilização predominante de dispositivos móveis está a começar a envolver as estratégias de marketing.

O criador de websites foi especificamente desenvolvido para reconhecer e responder, funcionando perfeitamente em qualquer dispositivo.

As pessoas podem visitar o seu website no telemóvel e no tablet sem qualquer problema, aumentando as suas probabilidades de reservas diretas, assim como reservas que chegam à última hora.

4. Integração de reservas diretas
Os hóspedes não podem fazer reservas através de dispositivos móveis, se o seu site não estiver integrado com um sistema de reservas online adequado. Os criadores de sites desenvolvidos para o setor hoteleiro incorporam na perfeição a maioria dos sistemas de reserva.

5. O design do website do seu hotel pode ser único
Com uma seleção de modelos, temas e paletas, a combinação destes com as imagens, características e conteúdos específicos do seu hotel, pode personalizar sem limites.

Até pode criar as suas próprias páginas personalizadas e, com atualizações sempre em funcionamento, dois websites nunca são iguais.

6. Não é apenas um criador de sites, é um sistema de gestão de conteúdo (CMS)
O seu site é mais do que um espaço reservado para informação básica e imagens, também deve ser usado para fins de promoções entusiasmantes e sofisticadas.

Para além de ser um ótimo criador de sites, o seu produto também deve ser um sistema útil de gestão de conteúdo.

Pode criar o seu próprio blogue personalizado ou outras páginas de conteúdo, incluir vídeos, carregar e alterar o seu logótipo e imagens a qualquer momento, criar separadores para competições e sorteios, e usá-lo para qualquer objetivo relacionado com conteúdo que desejar.

Porque precisa de criar o site do seu hotel

Ter visibilidade na Internet e fornecer a informação necessária sobre o seu estabelecimento já não é suficiente.

O design é essencial para melhorar o SEO e para persuadir os viajantes. Se quiser aumentar as reservas através do seu site, tem de:

  • Posicionar-se nas primeiras páginas de resultados dos motores de busca
  • Impressionar os visitantes com o design do site
  • Disponibilizar a informação necessária da forma mais acessível possível
  • Facilitar as reservas
  • Oferecer oportunidades para fazer upgrade
  • Atrair os clientes com promoções, descontos e pacotes
  • Exibir imagens e conteúdo de excelência

Estas funcionalidades nem sempre são fáceis de implementar de forma simples e organizada, a menos que implemente um bom design de site. Se não o fizer, poderá estar a negligenciar elementos importantíssimos, como um botão “Reservar agora”, um sistema de processamento de pagamentos seguros e outras funcionalidades muito valorizadas pelo SEO.

Ao utilizar um criador de sites, não terá de se preocupar com o produto acabado; é tudo tratado pela tecnologia. Os criadores de sites modernos foram desenvolvidos a pensar nas melhores práticas, o que faz com que seja fácil direcionar tráfego e obter conversões.

Web design para hotéis: a importância da experiência em dispositivos móveis

A esta altura, é bastante evidente que gerimos grandes partes das nossas vidas através dos nossos dispositivos móveis. Os consumidores utilizam os seus dispositivos para responder a e-mails, falar com familiares e amigos, fazer compras online, consultar os seus calendários, atender chamadas e videochamadas, jogar, conhecer pessoas, pedir comida, tirar fotografias e planear viagens, desde a pesquisa até à reserva.

Os hoteleiros não devem ignorar um comportamento tão enraizado na maioria da sociedade ou, pelo menos, naqueles viajantes com poder de compra suficiente para fazer turismo nacional ou internacional com frequência.

A importância da versão para disponíveis móveis

Tudo parece indicar que este tipo de dispositivos está a começar a tornar-se a principal ferramenta para fazer reservas. Tenha em conta as seguintes estatísticas de utilizador:

  • Mais de 70% dos consumidores que possuem um smartphone já o utilizaram para planear as suas viagens
  • Mais de 40% de todas as visitas a sites de viagens dos EUA são provenientes de dispositivos móveis
  • Mais de 46% dos viajantes decidem fazer uma reserva enquanto pesquisam informações com os seus telemóveis
  • Mais de 50% afirma que utilizar este tipo de dispositivos fez com que tomassem decisões mais espontâneas ao planear as viagens ou durante as férias
  • Mais de 72% procura a informação mais útil, não marcas específicas
  • Mais de 90% dos viajantes alterna entre dispositivos
  • Muitos hotéis não dão prioridade à experiência dos utilizadores em dispositivos móveis, o que faz com que percam muitas oportunidades. Alguns proprietários são demasiado reticentes em investir o dinheiro necessário para melhorar os seus sites e mudam a estratégia de marketing para a adaptar a este tipo de dispositivos.

Os utilizadores mostram um claro interesse por fazer pesquisas e reservas a partir dos seus dispositivos móveis e sentem uma grande frustração ao encontrar muitos sites de hotéis que não tratam a otimização para dispositivos móveis como uma prioridade.

As agências de viagens online estão a adaptar as suas plataformas à experiência em dispositivos móveis, prestando um serviço de apoio que está disponível 24 horas por dia, 7 dias por semana.

O Google dá prioridade às páginas que se adaptam à experiência móvel

O gigante tecnológico deu a conhecer nos últimos anos que as pesquisas a partir de dispositivos móveis superaram as feitas em computadores, transformando-se no tipo de pesquisa com maior volume de tráfego gerado pelo Google. Trata-se de uma tendência que continuará a crescer com a massificação dos smartphones e das pesquisas por voz.

Isto levou à introdução de uma iniciativa de indexação móvel, o que significa que o Google agora usa as versões móveis de um domínio para indexação e cache nos resultados de pesquisa e, consequentemente, para classificação. Antes disso, a página de ambiente de trabalho era utilizada para determinar a relevância das consultas de pesquisa.

Esta tendência deveria preocupar os hoteleiros que ainda não otimizaram o seu site móvel ou que não têm uma versão adaptada para estes dispositivos.

O que podem fazer os hotéis para manter uma boa classificação nos resultados de pesquisa?

A estratégia mais óbvia e eficaz é redesenhar o site do estabelecimento para que seja compatível com qualquer dispositivo móvel ou investir num criador de sites que tenha esta funcionalidade.

Ter um site adaptável é muito importante para melhorar a conversão, as reservas, o retorno do investimento, a experiência dos utilizadores e a indexação nos motores de busca móveis em geral.

É importante ter em mente que para que o Google valorize a versão móvel do site, primeiro é necessário agradar aos utilizadores. O Google dará prioridades aos sites que carreguem rapidamente, que estejam bem desenhados e que incluam conteúdo relevante.

Apresentamos alguns aspetos do seu site que deve ter em atenção para proporcionar uma boa experiência móvel:

  • Os utilizadores não devem ter de clicar, percorrer ou ampliar para ver a informação
  • O tipo de letra deve ser legível e o conteúdo conciso
  • A utilização do Adobe Flash e de janelas instantâneas deve ser limitada
  • A funcionalidade “Clique para telefonar” deve estar ativada
  • O Google Maps deve estar integrado, para que os utilizadores possam encontrar o percurso de ida e volta para o seu hotel
  • O seu logótipo deve estar ligado, de modo a proporcionar um regresso rápido à página inicial
  • Deve existir uma barra de pesquisa facilmente acessível e um calendário
  • Os formulários são preenchidos automaticamente para visitantes que regressam
  • Deve existir um contraste entre imagens e cores que tornem o seu site visualmente atraente

Tudo isto assegura uma utilização fácil e rápida, algo que o Google valoriza bastante. Uma dica útil a ter em mente é que não deve criar um site móvel separado que foi desenvolvido apenas para smartphones. É melhor ter um site dinâmico que se adapta a todos os dispositivos.

Para isso, pondere investir num software de criação de sites inteligente e intuitivo.

O que irrita os clientes no site móvel do seu hotel?

Se o seu site atual não estiver otimizado para dispositivos móveis, há muitas falhas que irritarão os clientes. Eis apenas alguns exemplos:

  • Textos pequenos e difíceis de ler, que obrigam os utilizadores a aumentar e diminuir o zoom
  • Imagens grandes que carregam lentamente
  • Pequenos links que são difíceis de clicar
  • Dificuldade em contactar diretamente o seu estabelecimento
  • Páginas que não cabem no ecrã e fazem as pessoas subir e descer desnecessariamente.

Os utilizadores móveis são muito orientados para os objetivos. Querem um site reativo para que possam fazer as coisas rapidamente e sem problemas.

Se não encontrarem rapidamente uma chamada à ação ou não conseguirem aceder às áreas do site que consideram mais relevantes, perderá imediatamente a oportunidade de se converterem em futuros clientes.

Mais dicas para criar um site para dispositivos móveis

A primeira coisa que deve fazer é parar para pensar naquilo que os viajantes procuram aos navegar a partir dos telemóveis. Quando perceber, pense em como pode desenhar cada parte do seu site com este tipo de dispositivos em mente. Se aplicar esta estratégia, pode sempre adicionar conteúdo adicional posteriormente que também funcione bem na versão para computador.

Uma dica útil a ter em mente é que não deve criar um site móvel separado que foi desenvolvido apenas para smartphones. Isto será reprovado pelos motores de busca.

É melhor ter um site ágil que se adapta a todos os dispositivos. Também deve testar o seu site numa variedade de dispositivos móveis para garantir que todos os viajantes têm uma experiência satisfatória. Tanto a Google como a Bing oferecem estes serviços.

Se todo o processo lhe parecer demasiado complexo, certamente pensará em contratar um web designer para tratar de tudo por si, mas há uma opção muito mais barata e eficaz.

Considere investir num software de criação de sites inteligente e intuitivo. Estas ferramentas farão todo o trabalho chato por si, oferecendo-lhe um site compatível com dispositivos móveis em apenas algumas horas.

Poderá escolher o design e as funcionalidades necessários para atrair os viajantes, mas o processo de desenvolvimento será muito mais simples e rápido. Assim, poderá concentrar-se na gestão do tráfego gerado em vez de perder tempo a fazer ajustes técnicos.

Melhorar a classificação nos resultados de busca do Google continuará a ser um objetivo a ter em conta, mas este tipo de ferramentas encarrega-se da maior parte do trabalho. O mais importante para o site do seu hotel é oferecer a melhor experiência possível aos utilizadores. É essencial que tenha um design simples e bonito, que carregue rapidamente e que esteja adaptado a dispositivos móveis. Todos os utilizadores que cheguem ao seu site devem podem navegar nele confortavelmente, independentemente do dispositivo móvel que utilizam.

Um portal de pagamento que esteja otimizado para dispositivos móveis ajudará a criar uma experiência móvel perfeita para os clientes e facilitará a gestão por parte do hotel. Também é importante adicionar um botão para ligar diretamente para o estabelecimento, já que 58% dos viajantes provavelmente entrarão em contacto com o hotel diretamente se tiverem essa possibilidade.

Alguns gestores e proprietários de hotéis sentem-se algo intimidados pela tecnologia móvel e pela dificuldade em otimizá-la, mas o Google já está a começar a implementá-la nos seus critérios de busca e os hotéis que não se adaptarem a esta mudança acabarão por perder bastante tráfego.

Assim que o seu hotel tiver um site adaptado para dispositivos móveis, poderá concentrar-se em utilizá-lo para melhorar as experiência dos hóspedes no hotel e aumentar potencialmente as receitas. Um bom exemplo é integrar o seu programa de fidelização no site ou na aplicação móvel.

Conselhos para criar sites para hotéis

Quando decide criar o seu site sem ajuda, há vários aspetos que deve ter em conta, mas, com as ferramentas certas, tudo é possível. Não é necessário contratar um web designer externo.

Para evitar os erros habituais, apresentamos alguns dos erros mais comuns que fazem com que os hóspedes abandonem os sites dos hotéis:

1. Não ter um design e funcionalidades modernos
Se não atualizou o seu site nos últimos anos, é provável que esteja desatualizado e fora de moda.

Estes três aspetos são essenciais em qualquer site atual:

  • Um design adaptado para dispositivos móveis e que funcione na perfeição.
  • Um site que carregue rapidamente (na verdade, 64% dos utilizadores de smartphones esperam que as páginas sejam carregadas em menos de quatro segundos).
  • Um site com toda a informação necessária para os viajantes e que seja fácil de encontrar.
  • Como pode ver, ter um site que consegue atrair hóspedes em qualquer dispositivo e convertê-los em reservas é fundamental para o seu sucesso online. Pode saber mais sobre como aumentar a sua taxa de conversão aqui.

2. Não ter um processo de reserva e pagamento seguro
Confiar a informação pessoal e os dados do cartão de crédito a um site pouco seguro pode ter consequências terríveis. O sistema de pagamento do seu hotel deve cumprir o protocolo PCI DSS.

Trata-se de uma garantia de segurança que permite aceitar pagamentos online dos hóspedes e ajuda a gerar confiança na sua marca. Ter um processo de pagamento no qual os viajantes podem confiar é um dos aspetos mais importantes para eles no momento de reservar.

Os estudos mostram que dois terços dos viajantes dos EUA ficam nervosos quando são reencaminhados para uma plataforma de pagamento externa, o que indica que é menos provável que confiem no site de um hotel e concluam a reserva se o hotel não tiver o seu próprio sistema de pagamento integrado. Faça todos os possíveis para dar tranquilidade aos clientes nesse sentido.

3. Não incluir as avaliações dos clientes
Se os viajantes estiverem a pesquisar no TripAdvisor, Facebook e Google e não encontrarem nenhuma avaliação ao seu hotel, vão questionar o motivo.

Não deixe que se sintam como se estivessem a percorrer os corredores vazios de uma casa assombrada enquanto procuram feedback sobre o seu hotel e concentre-se em conseguir avaliações positivas de clientes.

Envie e-mails automáticos para os convidar a escrever uma avaliação e interaja com eles nas redes sociais sempre que puder. Uma boa forma de conseguir que escrevam mais avaliações é destacar os prémios e certificados de excelência atribuídos ao hotel – certifique-se de que o seu criador e editor de sites tem uma funcionalidade para os adicionar. Assim pode mostrar todas as conquistas do seu hotel!

4. Não adicionar fotografias nem uma galeria do hotel
Um par de imagens em miniatura dos quartos e serviços que oferece não servirá para convencer nenhum viajante a fazer uma reserva no seu hotel.

Crie uma galeria cheia de fotografias em alta resolução que mostrem todos os cantos e detalhes do estabelecimento.

5. Não ter uma opção para reservar diretamente
É possível que os seus hóspedes fiquem mais surpreendidos pelo facto de não aceitar reservas diretas do que pode ver um porco com asas a voar por cima do seu hotel!

Hoje em dia, ter esta opção é muito importante para os viajantes, já que é muito mais fácil fazer todas as gestões diretamente com o hotel. Assim pode controlar tudo num único lugar, independentemente do dispositivo com que fazem a reserva.

Web design para hotéis: quais são as melhores opções de chamada à ação?

Para alguns, isso pode parecer uma pergunta simples com um número limitado de respostas simples, mas a diferença entre acertar e errar no design do site do seu hotel e nas chamadas à ação pode ser enorme – a interação dos utilizadores, as visitas e as receitas podem ser afetadas se não escolher bem.

Cada página web deve ter um objetivo, quer seja reservar alojamento, verificar as descrições dos quartos ou registar-se para receber uma newsletter.

Sabendo que nem todos os cliques nas chamadas à ação (CTA) se transformam em reservas confirmadas, deve ter o maior número delas para aumentar as possibilidades de o conseguir. Por isso, o posicionamento das mesmas dentro do site é importantíssimo.

Felizmente, tem havido muitas investigações realizadas sobre a forma como os consumidores leem páginas web e qual é a melhor estratégia ao posicionar a CTA no site.

Leonardo publicou vários estudos que mostram os dois principais padrões que as pessoas seguem quando leem uma página web.

Há dois métodos muito simples para fazer com que as pessoas reparem na CTA:

1. O padrão F
Esta é a resposta mais habitual quando deparamos com páginas com muito texto: como leitores ocidentais, olhamos instintivamente da esquerda para a direita.

Ao encontrarmos uma grande quantidade de texto, fixamo-nos apenas no título e no subtítulo da página, para depois seguir para baixo, centrando sempre a vista no lado esquerdo até encontrarmos algo que nos interesse, como o título de uma secção. Nesse caso, continuamos a ler com mais calma e, novamente, continuamos a ir para baixo.

Isto completa o padrão em forma de F.

Neste caso, o mais lógico seria ter um cabeçalho atrativo e que chame a atenção, com a CTA posicionada à esquerda da página, que é o lado onde os olhos do leitor vão estar concentrados com mais frequência.

2. O padrão Z
Este padrão de leitura é mais comum nas páginas em que predominam os elementos gráficos. O utilizador seguirá o cabeçalho da esquerda para a direita antes de voltar a focar a vista no título seguinte no lado esquerdo e repetir o processo. Se desenhássemos o movimento, veríamos que, como o nome indica, forma um Z.

Neste caso, o melhor é incluir a chamada à ação no lado direito da página, porque é para onde o olhar do utilizador acabará por estar mais direcionado.

Acreditamos que esta é uma opção muito boa para qualquer hotel: incluir conteúdo gráfico é muito importante, porque ajuda os hóspedes a imaginar como será a estadia no seu estabelecimento.

Que chamadas à ação (CTA) deve incluir?
Assim que souber onde pretende colocar a CTA principal, pense se precisa de mais alguma e com que objetivo.

O exemplo mais óbvio é o do botão “Reservar agora”, que deve ser sempre a prioridade do seu hotel.

No entanto, alguns hóspedes podem querer fazer a reserva por outros canais. Por esse motivo, também deve incluir os seus dados de contacto algures numa área altamente visível da página inicial. É importante incluir uma opção para ligar automaticamente para o seu número de telefone ao clicar no botão a partir de um dispositivo móvel e adicionar um link ao seu endereço de e-mail.

Também pode querer adicionar outras CTA para encorajar os viajantes a reservar pacotes específicos ou aproveitar promoções especiais.

Outro incentivo para conseguir cliques é incluir ofertas por tempo limitado ou vantagens adicionais relacionadas com a CTA. É importante que tenham a sensação de que estão perante uma oportunidade única e que devem aproveitá-la.

Mas não se esqueça: não encha a sua página de CTA!

Pense nas ações mais importantes para si e defina um número. Como regra, inclua sempre pelo menos uma CTA em cada página do site.

Como conseguir que os hóspedes cliquem
Agora que já sabe onde colocar as CTA e que texto pretende incluir, deve conseguir que o maior número possível de visitantes clique neles. O design do site terá uma enorme influência nisso.

Não importa onde adiciona as suas CTA se os viajantes chegarem a um site mal desenhado e forem embora porque o conteúdo está desorganizado, é confuso ou aborrecido.

Um bom design ajudará a conseguir que a CTA se destaque, por isso o primeiro passo é criar um site bonito e agradável que funcione em qualquer dispositivo. O Canvas do SiteMinder permite fazer exatamente isso.

Para aumentar a conversão através de uma chamada à ação, primeiro é necessário motivar os leitores. Conseguiu fazer com que tenham mais vontade de clicar no botão?

Para consegui-lo, é importante que trate das cores, do contraste e do espaçamento entre elementos, imagens e texto. A ideia é que o viajante siga um fluxo predeterminado desde o momento em que chega ao seu site.

Utilize o conteúdo do site para encaminhar os utilizadores para a opção de reserva ou qualquer outra característica que possa transformar-se numa fonte de receitas. Para a maioria dos hotéis, isso implicará recorrer ao padrão em Z que mencionámos anteriormente.

Pontos-chave a reter

  • Os viajantes procuram sites que respondam às suas necessidades e expetativas.
  • Muitos estabelecimentos investem demasiado tempo e dinheiro no desenvolvimento do seu próprio site ou na contratação de designers e programadores para o fazer. Nenhuma destas situações é a ideal.
  • Otimizar a rapidez de carregamento do site do seu hotel é o passo mais importante para garantir reservas diretas.
  • Um criador de sites de hotéis é uma solução instantânea para hoteleiros que pretendem criar ou atualizar o site do seu estabelecimento.
  • Um dos maiores bónus quando se compra um criador e editor de sites é que todo o trabalho é feito imediatamente para si.
  • O design é essencial para melhorar o valor no SEO e para persuadir os viajantes.
  • Muitos hotéis não dão prioridade à experiência dos utilizadores em dispositivos móveis, o que faz com que percam muitas oportunidades. Alguns proprietários são demasiado reticentes em investir o dinheiro necessário para melhorar os seus sites e mudam a estratégia de marketing para a adaptar a este tipo de dispositivos.

Thanks for sharing

Sign up to our blog and receive regular updates on the content you're into

Send this to a friend