Os Sistemas de Distribuição Global (GDS): Como dão sentido a sua gestão de receitas

  Publicado em Distribuição on-line

Sistema de Distribuição Global

Como pode certificar-se de que pode acessar as ofertas de última hora nos sites como o Expedia?

Muito fácil! Utilizando as vantagens que os seus concorrentes e agentes de viagens possuem – um Sistema de Distribuição Global (GDS). Mais de 600.000 agentes de viagens estão conectados a um Sistema de Distribuição Global (GDS) todos os dias para reservar voos, hotéis, aluguer de carros e atividades no seu destino.

Um Sistema de Distribuição Global é um canal mundial entre vendedores de viagens e fornecedores, tais como hotéis e outros provedores de alojamentos. Ele permite transações automatizadas e comunica dados, preços e disponibilidade em tempo real para agentes de viagens e sistemas de reservas on-line. Esta rede emaranhada de bancos de dados tornou-se ainda mais labiríntica após a explosão das agências de viagens on-line (OTA), como Expedia, Booking.com e Wotif.

Acompanhar os passos do mercado em rápida evolução é desafiador e gratificante para os hotéis, diz David Chestler, vice-presidente executivo da SiteMinder para o continente americano.

«Todas as semanas há um novo canal ou tendência emergente para os hoteleiros acompanharem e decidirem se estão diante de uma oportunidade real ou se são apenas distrações.»

Embora, ele acrescenta que um GDS é «definitivamente uma oportunidade significativa» para hotéis.

Como ganhar visibilidade e reservas

Chestler ilustra o seu ponto de vista ao fazer uma analogia entre o cenário de distribuição global e um supermercado: «Se deseja estar visível e obter reservas… o seu hotel precisa de estar nessas prateleiras de supermercados quando e onde os seus hóspedes estão a pesquisar uma reserva hoteleira».

Um sistema de distribuição global pode aumentar as reservas e receitas do hotel, ao aumentar a exposição dos hotéis em mais «prateleiras de supermercados» globalmente. Esta abordagem é particularmente eficaz na captura de viajantes de negócios internacionais. «Pode ganhar um volume lucrativo de hóspedes corporativos internacionais, especialmente se estiver perto de uma grande porta de entrada aeroportuária ou perto de grandes empresas comerciais ou governamentais», diz Chestler.

Mais viajantes de lazer também estão a ser apanhados na teia do GDS. O uso de sistemas de distribuição global em viagens corporativas e de lazer está em alta, com o número total de agentes de viagens a usar um GDS aumentando 14% em relação a 2011, de acordo com pesquisas de mercado da Phoenix Marketing International.

O GDS by SiteMinder está a ajudar os hotéis a aproveitar esta tendência – uma solução de tecnologia baseada na web que conecta hotéis a todos os GDS, incluindo Galileo e Worldspan por Travelport, Saber, Abacus e Amadeus.

As tarifas e a disponibilidade são enviadas pelo sistema de gestão hoteleira (PMS) do hotel diretamente para o GDS e os websites de reservas on-line através do The Channel Manager da SiteMinder. Assim que uma reserva é feita no GDS ou num website de reservas on-line, o The Channel Manager atualiza instantaneamente o inventário em todos os canais, incluindo o próprio website do hotel, e entrega automaticamente os dados da reserva no PMS ou no sistema de reservas por computador (CRS).

Lista de verificação para escolher um GDS

David Chestler oferece os seguintes conselhos para hotéis na hora de escolher um GDS:

  • Sem comissões ou taxas para a entrega de reservas ao seu PMS.
  • Um sistema que suporta inventário agrupado, para que cada quarto que esteja a vender seja distribuído entre todos os canais, e não dividido entre os canais.
  • Integração com a sua receção e o seu PMS. Isto permite que tenha mais tempo para cuidar dos seus hóspedes e dos seus negócios, e menos tempo a fazer uma introdução de dados laboriosa e demorada para cada reserva.

Como escolher o melhor sistema de reservas on-line

Thanks for sharing

Sign up to our blog and receive regular updates on the content you're into

Send this to a friend