Ir para o conteúdo principal

Principais alternativas à Airbnb para os hotéis

  Publicado em Gestão de canais

Houve um momento em que os proprietários dos hotéis tinham diferentes opiniões sobre se a Airbnb constituiria concorrência para os hotéis e sobre se isso afetaria as tarifas ou não. Em retrospetiva, a Airbnb não só é um negócio em crescimento que acabou de receber uma classificação elevada pela empresa de investimento global AB Bernstein não só pela forma como “inspira de forma única”, mas também por alojar hotéis na sua plataforma. Talvez a discussão nunca devesse ter sido sobre concorrência, mas sobre distribuição.

Nesta publicação do blogue, exploramos como a Airbnb enquanto parceira de distribuição para hotéis é diferente, quais são as suas concorrentes e quais as alternativas que os hoteleiros poderão considerar de forma a diversificar o seu alcance através dos gestores de canais.

Conteúdo

Quais são as vantagens de anunciar o seu hotel na Airbnb?

Nos seus primórdios, por volta de 2007, a Airbnb parecia estar voltada para um nicho de viajantes que davam importância ao orçamento e que não se importavam de partilhar o alojamento com os seus anfitriões. Com o passar do tempo, porém, os anúncios de unidades ou estabelecimentos inteiros foram aumentando e o site começou a dominar o espaço do arrendamento de curto prazo, onde a concorrência ainda estava longe de acompanhar a sua presença online. Em 2016, a STR mediu o impacto da Airbnb nos hotéis através do impacto na ADR (Tarifa média diária) durante eventos especiais; por exemplo, durante a Maratona de Boston as tarifas dos hotéis aumentarem em 5% a cada ano quando a disponibilidade de unidades da Airbnb cresceu em 76%. Para os hotéis que estavam atentos a outros impactos além dos das tarifas, havia uma tendência que significava o anúncio estratégico de alguns dos seus inventários de quartos de hotéis na Airbnb.

Graças a uma base de clientes globais diversificada com uma média de tempo de estadia mais longa, que procura um alojamento mais parecido com casa, os hotéis são capazes de aproveitar a Airbnb para distribuição: simplesmente por oferecer tipos de quarto maiores ou com múltiplas camas, talvez com cozinhas ou outras comodidades a um público que no passado poderia não ter ido parar ao seu website. Diga olá aos nómadas digitais ou aos viajantes que também trabalham. Muitos hotéis também conseguem converter essas reservas no seu próprio website, dado que as comparações dos preços fazem parte da pesquisa dos hóspedes e do seu processo de reserva.

Em que é que a Airbnb difere de outras alternativas?

Uma peça do puzzle que é frequentemente ignorada é como a Airbnb foi capaz de dominar o espaço de arrendamento a curto prazo. A resposta assenta no que torna a Airbnb diferente dos operadores de arrendamento de curto prazo, que estavam presentes antes de a Airbnb entrar no mercado, e também como os concorrentes da Airbnb se diferenciam entre eles.

Antes do aparecimento da Airbnb, o espaço de arrendamento a curto prazo não tinha grande perícia tecnológica: desde então, websites rudimentares foram atualizados e agora quase todas as plataformas têm uma aplicação para concorrer com a Airbnb. Porém, onde antes as plataformas de arrendamento a curto prazo visavam principalmente viajantes de lazer e famílias ou se especializavam em arrendamentos de negócios, a Airbnb conseguiu fechar o fosso e atrair todos os viajantes à sua plataforma, independentemente da razão que os levava a viajar. Ao adicionar experiências às sua opções de reserva, a Airbnb aumentou a sua influência na totalidade da estadia dos hóspedes. Muito simplesmente, antes da Airbnb os hotéis não pensavam anunciar o seu inventário em plataformas de arrendamento a curto prazo: esperavam que o consumidor tomasse uma decisão sobre se queriam um hotel ou arrendar antes de irem pesquisar precisamente por isso.

Quando a Airbnb introduziu uma pesquisa baseada em categorias, em 2022, não só se diferenciou de outros fornecedores de arrendamentos de curto prazo, como também fez com que todo o setor de viagens atualizasse a forma como inspirava as pessoas a viajarem e a pesquisarem as suas viagens. Imagine que está a anunciar o seu hotel na Airbnb e que está situado à beira-mar. Nesse caso, poderá ser encontrado por qualquer pessoa que pesquise por “férias à beira-mar”—e não apenas por pessoas que pesquisaram especificamente pela sua localização, região ou país.

Quem são os concorrentes da Airbnb e em que medida são diferentes?

O amplo alcance em vários segmentos de mercado é atrativo quando se está a anunciar um quarto na Airbnb e é o que deverá ter em consideração quando pesquisa pelas melhores alternativas à Airbnb: a maior parte destaca-se de forma única. Alguns destes concorrentes incluem fornecedores que não anunciam o seu inventário de hotel.

  • A Sonder, Blueground e Vacasa todas oferecem arrendamentos a curto prazo que são geridos através das suas próprias equipas, isto significa que alugam ou são proprietários do seu próprio estabelecimento. Para os hóspedes, isto pode ser um nível atraente de segurança adicional e uma oportunidade para criar uma confiança diferenciadora de que a sua reserva não será cancelada.
  • A Homestay diferencia-se por ter sempre um anfitrião presente (tal como nos primórdios da Airbnb) e fazer com que estes adicionem valor à estadia dos hóspedes ao ajudá-los a integrar-se na vida local. A 9flats tem um foco semelhante no arrendamento e estadia no apartamento de alguém.
  • A Plum Guide especializa-se em estadias em locais únicos como uma espécie de alternativa de luxo à Airbnb, e afirma que apenas permite uma percentagem ínfima de candidatos na sua oferta de quartos.
  • A Evolve e fornecedores especializados, tais como a Snaptrip e a cottages.com apenas anunciam arrendamentos de férias ou de espaços privados.

Embora as empresas referidas acima concorram com a Airbnb, não são uma alternativa para hotéis que anunciam o seu inventário para uma distribuição mais alargada.

Melhores alternativas à Airbnb para hotéis independentes

Enquanto hotel independente à procura de diversificar a sua distribuição, é importante perceber o objetivo das plataformas de reserva individual em que está a ponderar anunciar. Não se trata apenas de gerir o tempo que gasta a estabelecer e gerir a relação, mas sobre estar visível nos locais certos e atrair os tipos certos de clientes. Qualquer análise de concorrente da Airbnb deverá primeiramente distinguir entre fornecedores que anunciam hotéis dos que não o fazem.

Uma pesquisa rápida por alternativas à Airbnb irá provavelmente apresentar-lhe muitos resultados que incluem plataformas nas quais o seu hotel já está anunciado. Entre estas, incluem-se abooking.com, Expedia e Agoda que agora proporcionam anúncios de arrendamentos a curto prazo, para além de anúncios de hotéis. Isto serve como indício da direção que a indústria está a tomar. Através das suas redes afiliadas, o alcance do seu hotel pode já ter sido alargado; por exemplo, se já tem um acordo de rede de afiliados da Expedia, o seu hotel já poderá estar anunciado na HomeAway ou Vrbo. Ambas estão no topo das listas de alternativas à Airbnb dos hóspedes.

Para o objetivo desta publicação, exploramos alternativas para os hotéis anunciarem os seus quartos juntamente com o inventário de não hotéis, com um foco específico em diferenças regionais e fatores diferenciadores.

Alternativas globais à Airbnb

  • Hopper
    Se estiver interessado em atrair viajantes millennials e da geração Z para o seu hotel, a Hopper Hotels é a plataforma a escolher. Ao anunciar os seus quartos aqui, estará na companhia de outros 2 milhões de anúncios. A Hopper Hotels é exclusivamente acessível através de uma app e a empresa foi recentemente adicionada à Hopper Homes, o que significa que a sua base de clientes está a explorar uma ampla variedade de soluções de viagem, incluindo voos. Tenha em conta que este público é sensível aos preços, dado que a Hopper envia alertas aos clientes sobre a descida de preços na sua lista de viagens.
  • HomeAway e Vrbo
    A HomeAway e a Vrbo fazem ambas parte do grupo Expedia e acolhem anúncios de hotéis juntamente com a sua gama diversa de arrendamentos a curto prazo, incluindo casas privadas e apartamentos. Ao anunciar o seu hotel na Vrbo, será também automaticamente distribuído na HomeAway.
  • TripAdvisor, Flipkey, HolidayLettings e HouseTrip
    A TripAdvisor oferece opções de arrendamento, incluindo hotéis, casas privadas, apartamentos e mais. Como consequência da sua aquisição de empresas, tais como a Flipkey, HolidayLettings e HouseTrip também reúne algum inventário e proporciona distribuição adicional.

Alternativas regionais à Airbnb

EUA
Existem alternativas à Airbnb nos EUA no espaço de arrendamento de longo prazo e são criadas pelas condições de mercado: os funcionários do governo federal americano estão impedidos de recorrer à Airbnb e a sites de reservas de terceiros para viagens oficiais. Isto tem um impacto direto na sua capacidade de serem reembolsados pela sua estadia.

A Atease (a operar em pcsatease.com) é aprovada pelos funcionários do governo federal e fornece uma alternativa aos arrendamentos de longo prazo da Airbnb: é utilizada principalmente para alojar famílias temporariamente que mudam permanentemente de local de residência. Os hotéis nos EUA com instalações para estadias a longo prazo, tais como cozinhas e múltiplos quartos ou alojamentos estilo apartamento deverão ponderar anunciar o seu inventário aqui e atrair estadias de várias semanas.

França
O LeBonCoin é um dos maiores intervenientes no mercado francês de arrendamento de férias e apoiou os hotéis no início da pandemia ao anunciar temporariamente de forma gratuita. Foca-se na distribuição de inventário em França para um público francês e através de um acordo distribui hotéis abrangidos pela Accor a par do seu outro inventário.

Ásia
A Rakuten LIFULL STAY (a operar em vacation-stay.com) é um dos maiores sites de arrendamento de férias no Japão. A funcionar com um modelo de adesão, conta com mais de 100 milhões de utilizadores. A Rakuten também opera o seu Travel Exchange API, o que significa que distribui o seu inventário de hotéis e outras acomodações através de terceiros. O reconhecimento enquanto marca forte na Ásia faz com que o mercado fonte de hóspedes seja a Ásia, mas a plataforma tem anúncios em mais de 200 países.

América Latina
Para aceder aos hóspedes da América Latina que viajam pelo mundo inteiro, pondere anunciar o seu hotel na Despegar, que ampliou a sua oferta de alojamento em vários hostels, casas de campo e apartamentos. A Despegar é conhecida como Decolar no Brasil e também oferece aos seus clientes a oportunidade de reservar voos e alugar carros como parte de uma solução de viagem completa.

Gerir alternativas à Airbnb com um gestor de canais

Aumentar a sua distribuição enquanto hotel é uma excelente forma de ser visto e de receber reservas. O aumento da distribuição traz consigo a responsabilidade de gerir o seu conteúdo, disponibilidade e tarifas de forma justa e em paridade: é a forma como, entre outras coisas, garante que os viajantes não irão procurar uma tarifa mais baixa noutro lugar.

A gestão manual de ligações com terceiros é propensa a erros de dados e rapidamente ocupa tempo valioso que deveria dedicar a interações com os seus hóspedes. Um gestor de canais é a solução simples que previne a ocorrência de reservas duplicadas ao permitir a gestão do seu inventário e a distribuição da mesma informação em todas as plataformas, assim como do seu sistema de gestão de estabelecimento, em tempo real.

À medida que expande as suas parcerias com terceiros e faz com que o seu hotel possa ser reservado em mais localizações, certifique-se de que tem uma solução de fácil acesso a partir de onde pode gerir as suas tarifas, disponibilidade e conteúdo em várias plataformas com confiança e facilidade.

A principal plataforma de comércio hoteleiro do mundo.

Saiba mais

Thanks for sharing

Sign up to our blog and receive regular updates on the content you're into

Send this to a friend